Gluteoplastia

                 As nádegas são as duas partes carnudas e globulares localizadas na parte posterior da pelve, limitada por uma linha imaginária que passa superiormente ao ponto mais elevado das cristas ilíacas até o sulco infraglúteo. O músculo glúteo máximo forma o volume principal, porém, na região anterolateral, o músculo glúteo médio é superficial e contribui para o contorno dessa região. Assume uma função secundária, de cunho sexual, como zona erógena.
            A gluteoplastia de aumento pode ser realizada com a utilização de tecidos autólogos, próprios do organismo (gordura, retalho dermogorduroso, retalho muscular) ou materiais artificiais (implantes, preenchimentos), combinados ou não.
           Os implantes glúteos proporcionam uma remodelagem e aumento efetivo das nádegas, que nem sempre são obtidos por outros métodos. A inserção de um implante alcança a forma redonda desejada através de uma projeção concentrada, que um enxerto de gordura não é capaz de obter em todos os casos.
              Os implantes glúteos podem ser redondos ou ovais, preenchidos com silicone altamente coesivo ou feitos de moles blocos de silicone. Existem quatro planos para a colocação dos implantes glúteos: subcutâneo, subfascial, intramuscular e submuscular.

          A incisão é feita no sulco interglúteo de cerca de 5a 6 cm e por meio desta são introduzidos os  implantes que ficam posicionados dentro do músculo glúteo maior, numa posição anatômica. A cicatriz futuramente se torna pouco visível. Há a possibilidade de implantar gordura dentro do músculo e acima como alternativa e com certas indicações. Todas serão bem mais explicadas pelo seu médico.

        

Contato / Localização

Rio Claro

Rua 10, N. 827  -  Consolação

Tel: (19) 3024-3323

 

São Paulo

Rua Itapeva, 286, cj 63/64  -  Bela Vista

Tel: (11) 4314-6900

Dr. Felipe Bedran Neto  -  Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica  -  CRM: 134.444   -   RQE: 50.954